Notícias

O seu imposto financia obras em outros países: veja aqui a listagem

19 11 2014 DPPA discurso CMO

O Deputado Paulo Abi-Ackel, foi à Tribuna da Câmara, nesta quinta-feira dia 10/12, para falar da ação absurda do atual governo ao utilizar o suado dinheiro dos brasileiros, arrecadado através de altos impostos, sem o menor critério. Abaixo um resumo do seu pronunciamento, onde lista as obras e as empreiteiras que as realizaram e o valor da verba utilizada, saída diretamente do BNDES.

Enquanto o cidadão brasileiro sofre com os graves problemas de infraestrutura, o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) tem financiado obras em diversos países ao redor do mundo. Desde 2006, o total de empréstimos do Tesouro ao BNDES saltou de R$ 9,9 bilhões — 0,4% do PIB — para R$ 414 bilhões — 8,4% do PIB. Isso seria muito bom, se fosse para investimentos no Brasil.

Graças à ação vigilante do Ministério Público Federal foram reveladas informações sobre uma lista com mais de 2.000 empréstimos concedidos pelo banco para construção de usinas, portos, rodovias e aeroportos no exterior.

O quantitativo desses empréstimos já seria suficiente para que o Parlamento, no exercício de sua função constitucional de fiscalizar exigisse explicações da presidente Dilma. Mas o mais absurdo encontra se na falta de transparência na definição dos critérios que o BNDES usa para escolher os agraciados pelos empréstimos. As obras financiadas ocorrem em países sem expressão comercial para o Brasil. Isto deixa clara a tendência político ideológico na escolha.

Outro indicio de irregularidade está nos juros abaixo do mercado que o banco concede às empresas. O BNDES capta dinheiro emitindo títulos públicos, com base na taxa Selic (11% ao ano), e empresta a 6%. Só no ano de 2014 o prejuízo foi de mais de R$ 20,7 bilhões, pagos pelo banco, tirado dos impostos pagos pelos contribuintes brasileiros.

Só para citar algumas das obras que receberam investimentos financiados por recursos dos brasileiros.

1) Porto de Mariel (Cuba), o Valor da obra – US$ 957 milhões (US$ 682 milhões por parte do BNDES) e a Empresa responsável – Odebrecht
2) Hidrelétrica de San Francisco (Equador), o Valor da obra – US$ 243 milhões, a Empresa responsável – Odebrecht.
3) Hidrelétrica Manduriacu (Equador), o Valor da obra – US$ 124,8 milhões (US$ 90 milhões por parte do BNDES), a Empresa responsável – Odebrecht.
4) Hidroelétrica de Chaglla (Peru), o Valor da obra – US$ 1,2 bilhões (US$ 320 milhões por parte do BNDES), a Empresa responsável – Odebrecht.
5) Metrô Cidade do Panamá (Panamá), Valor da obra – US$ 1 bilhão, a Empresa responsável – Odebrecht
6) Autopista Madden-Colón (Panamá), o Valor da obra – US$ 152,8 milhões, a Empresa responsável – Odebrecht
7) Aqueduto de Chaco (Argentina), o Valor da obra – US$ 180 milhões do BNDES e a Empresa responsável – OAS
8) Soterramento do Ferrocarril Sarmiento (Argentina), o Valor – US$ 1,5 bilhões do BNDES e a Empresa responsável – Odebrecht.
9) Linhas 3 e 4 do Metrô de Caracas (Venezuela), o Valor da obra – US$ 732 milhões e a Empresa responsável – Odebrecht
10) Segunda ponte sobre o rio Orinoco (Venezuela), o Valor da obra – US$ 1,2 bilhões (US$ 300 milhões por parte do BNDES) e a Empresa responsável – Odebrecht.
11) Barragem de Moamba Major (Moçambique), o Valor da obra – US$ 460 milhões (US$ 350 milhões por parte do BNDES) e a Empresa responsável – Andrade Gutierrez.
12) Aeroporto de Nacala (Moçambique), Valor da obra – US$ 200 milhões ($125 milhões por parte do BNDES) e a Empresa responsável – Odebrecht.
13) BRT da capital Maputo (Moçambique), Valor da obra – US$ 220 milhões (US$ 180 milhões por parte do BNDES) e a Empresa responsável – Odebrecht
14) Hidrelétrica de Tumarín (Nicarágua), o Valor da obra – US$ 1,1 bilhão (US$ 343 milhões) e a Empresa responsável – Queiroz Galvão.
15) Projeto Hacia el Norte – Rurrenabaque-El-Chorro (Bolívia), o Valor da obra – US$ 199 milhões e a Empresa responsável – Queiroz Galvão.
16) Exportação de 127 ônibus (Colômbia), o Valor – US$ 26,8 milhões e a Empresa responsável – San Marino.
17) Exportação de 20 aviões (Argentina), o Valor – US$ 595 milhões e a Empresa responsável – Embraer.
18) Abastecimento de água da capital peruana – Projeto Bayovar (Peru), o Valor – Não informado e a Empresa responsável – Andrade Gutierrez.
19) Renovação da rede de gasodutos em Montevideo (Uruguai), o Valor – Não informado, e a Empresa responsável – OAS.
20) Via Expressa Luanda/Kifangondo, Valor – Não informado e a Empresa responsável – Queiroz Galvão
Como estes existem mais de 3000 empréstimos concedidos pelo BNDES no período de 2009-2014. Conforme mencionado acima, o banco não fornece os valores… Ainda.

Veja o vídeo:

AI em 10 12 2014

autor: assessoria de imprensa